Sexta-feira - Manaus - 14 de agosto de 2020 - 07:47

MUNDO

WhatsApp afirma ter 2 bilhões de usuários no mundo

O tipo de criptografia que o WhatsApp usa impede que as forças de segurança acessem os dados dos usuários em muitos casos, mesmo com uma ordem judicial.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 12 de fevereiro - 14:05

Grupos de proteção à criança temem que uma maior proteção das comunicações online facilite a disseminação da pornografia infantil.

DALE DE LA REY / AFP

O WhatsApp, aplicativo de mensagens do Facebook, anunciou nesta quarta-feira que tem mais de 2 bilhões de usuários em todo o mundo, reafirmando a necessidade de uma criptografia forte para proteger a privacidade.

“Sabemos que quanto mais nos conectamos, mais precisamos nos proteger”, afirmou o WhatsApp em um blog, acrescentando que “todas as mensagens enviadas pelo aplicativo são protegidas por criptografia de ponta a ponta que atua como um bloqueio digital (...), ajudando a proteger contra hackers e criminosos”.

Na semana passada, as organizações de proteção à infância pediram ao Facebook para interromper seus planos de fortalecer a criptografia em suas plataformas, alegando que permitiria que potenciais predadores agissem livremente.

O tipo de criptografia que o WhatsApp usa impede que as forças de segurança acessem os dados dos usuários em muitos casos, mesmo com uma ordem judicial.

A rede social trabalha para estender seu sistema de criptografia para outros aplicativos de mensagens, incluindo o Facebook Messenger e Instagram.

Grupos de proteção à criança temem que uma maior proteção das comunicações online facilite a disseminação da pornografia infantil.

Aqueles que defendem a importância de uma forte proteção de dados afirmam que qualquer acesso aberto às forças de segurança poderia ser explorado por criminosos, hackers e governos autoritários.