Domingo - Manaus - 31 de mai de 2020 - 08:38

MANAUS-AM

Suspeito de mandar matar PM em Manaus é preso em Anápolis, no interior de Goiás

 O crime aconteceu no dia 26 de maio deste ano, na invasão Vila Buriti, Comunidade João Paulo, bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus. A vítima tinha 34 anos

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 17 de novembro

Delegado Juan Valério concedeu entrevista coletiva para dar detalhes sobre o caso.

Foto: Erlon Rodrigues

Manaus - Rodolfo Barroso Martins, 25, conhecido como “Gigante”, foi preso em Anápolis, no interior de Goiás, suspeito de ser o responsável por ordenar a morte do soldado da Polícia Militar do Amazonas Paulo Sérgio da Silva Portilho. O crime aconteceu no dia 26 de maio deste ano, na invasão Vila Buriti, Comunidade João Paulo, bairro Nova Cidade, zona Norte de Manaus. A vítima tinha 34 anos.

De acordo com o delegado Juan Valério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), “Gigante” foi o responsável por autorizar a execução do soldado. Na ocasião, a vítima foi dada como desaparecida no dia 26 de maio deste ano, e teve o corpo encontrado na tarde do dia 30 de maio do ano corrente, por volta das 14h, na Rua 222-A, naquela área da cidade. O mandado de prisão em nome de Rodolfo foi expedido no dia 1º de junho deste ano, pelo juiz Julião Lemos Sobral Júnior, no Plantão Criminal.

Conforme o titular da DEHS, Rodolfo foi preso no último dia 9 de novembro, na cidade Anápolis, no estado de Goiás (GO). A prisão do infrator foi realizada pela Polícia Civil daquele estado, em um estabelecimento comercial. Uma equipe da DEHS foi até o município de Anápolis e fez o traslado de “Gigante” para Manaus. Os policiais da DEHS, juntamente com o infrator, chegaram na capital na madrugada desta sexta-feira, dia 17.

O delegado ressaltou, ainda, que, ao todo, 15 pessoas estão envolvidas na ação criminosa. Dentre elas, 12 já foram indiciadas pelo homicídio; três adolescentes foram apreendidos pela participação no delito; um jovem, identificado como José Isac Santos da Silva, o “Trem Bala”, foi encontrado morto no dia 3 de junho deste ano em um ramal na Rodovia AM-010, e um homem, identificado como Fábio Barbosa de Souza, o “Índio”, continua foragido.

Rodolfo foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos trâmites legais na unidade policial, o infrator será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

FONTE: Polícia Civil do Amazonas