Sábado - Manaus - 6 de junho de 2020 - 18:40

MANAUS-AM

Secretário de Segurança desmente DJ Evandro Jr e notifica banda

Banda no Shopping Via Norte era para quatro mil pessoas, mas tinha mais de 10 mil e muita confusão

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 8 de janeiro

Bosco Saraiva esteve no local e determinou que o evento fosse encerrado

Foto: Divulgação/ SSP

O secretário de Segurança Bosco Saraiva resolveu notificar os organizadores da Banda do DJ Evandro Jr, que aconteceu no sábado, 06/01, no estacionamento do Shopping Via Norte, na zona Norte de Manaus. O evento foi marcado por muita confusão e brigas. Vídeos que circularam nas redes sociais durante todo o domingo mostram correria e jovens tentando fugir do local subindo o barranco do estabelecimento comercial.

Na manhã de domingo, o DJ Evandro Jr distribuiu 'nota de esclarecimento' desmentindo as notícias sobre a confusão que aconteceu durante a festa. De acordo com ele, a festa ocorreu normalmente sem nenhuma ocorrência de briga e o que houve foi apenas um princípio de confusão na portaria, porque algumas pessoas quiseram invadir o evento sem passar por revista, o que, segundo ele, não aconteceu, pois o grupo foi contido pela segurança.

"A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) esteve no evento, inclusive com a presença do vice-governador e Secretário de Segurança Bosco Saraiva, por volta de meia-noite, fazendo fiscalização da Operação Carnaval e constatou que a festa acontecia tranquilamente", dizia a nota do DJ.

Porém, a própria SSP desmentiu o DJ minutos depois. No momento em que a equipe da 'Operação Alegoria Proibida' chegou ao local, os organizadores não tinham em mãos a declaração de autorização do evento em conformidade com a Lei 2812/2003, que trata sobre segurança contra incêndio e pânico. Com isso, Bosco Saraiva determinou a notificação dos organizadores e do shopping center e o encerramento antecipado dos shows. O evento era para 4 mil e tinha cerca de 10 mil pessoas.

"Aqui houve um problemão do tipo que não vamos aceitar que ocorra em Manaus. Chegamos aqui, numa rotina que será seguida até o Carnaval, e tivemos a desagradável visão de um descontrole total de um evento privado dentro do pátio do shopping, cujos organizadores estavam difíceis de serem encontrados e a segurança privada absolutamente desnorteada, colocando em risco a integridade física”, disse Bosco.