Sexta-feira - Manaus - 29 de mai de 2020 - 19:03

MANAUS-AM

Rodoviários fecham T1, na Av. Constantino Nery, no quarto dia de paralisação

O Sinetram havia informado que 700 ônibus estavam circulando, o que não durou muito tempo.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 1 de junho

Os veículos ocupam uma das três faixas na via em uma longa fila.

Foto: Divulgação

No quarto dia de greve dos rodoviários, a categoria parou o Terminal de Integração 1, na Avenida Epaminondas, Centro de Manaus. Os veículos ocupam uma das três faixas na via em uma longa fila. Um veículo da empresa Global Green foi depredado.

No início da manhã desta sexta-feira, 01/06, parte da frota de ônibus começou a ser liberada das garagens, após decisão da Justiça do Amazonas que determinou que 60% dos veículos circulem sobre pena de R$ 100 mil, além da autorização do uso do policiamento, caso necessário.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) havia informado que 700 ônibus estavam circulando, o que não durou muito tempo.

Trânsito

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) fizeram um desvio da Avenida Constantino Nery (bairro/centro), para a Avenida Kako Caminha. Há retenção nas Avenidas Constantino Nery, Djalma Batista e Leonardo Malcher.

Multa

Na tarde desta quinta-feira, 31, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) aumentou para R$ 300 mil por hora de paralisação o valor da multa imposta ao Sindicato dos Rodoviários, por descumprimento da liminar. Entretanto, ignoram a Justiça.