Quarta-feira - Manaus - 23 de outubro de 2019 - 14:50

MANAUS-AM

Reunião do Codam aprova 24 projetos que somam investimentos de R$ 854 milhões

Com a implantação desses projetos no Polo Industrial de Manaus, a promessa é de geração de 685 novas vagas de emprego, em um período de 3 anos.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 26 de junho - 16:36

No primeiros seis meses deste ano, incluindo a pauta aprovada hoje, foram aprovados 85 que juntos somam R$ 2,1 bilhões

Foto: Divulgação

Sigrid Avelino - Da Redação 

Vinte e quatro projetos industriais foram aprovados durante a 280ª reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (CODAM). Juntos, os projetos somam investimentos de R$ 854,1 milhões. Os segmentos são os mais diversos: confecções em geral, compostos químicos, produtos de informática, alimentícios, termoplástico, artefato de cimento, eletroeletrônicos, condicionadores de ar, entre outros.

Com a implantação desses projetos no Polo Industrial de Manaus, a promessa é de geração de 685 novas vagas de emprego, em um período de 3 anos. Do total, 561 são para a linha de produção e 124 na área administrativa.

Dos projetos aprovados, três ganham destaque. Um deles é referente a produção de notebooks, com investimento projetado na ordem de R$ 26,8 milhões. Outra empresa de resina termoplástica, com investimentos de R$ 177,2 milhões. O segmento de condicionador de ar também se destaca com um projeto de ar condicionado de janela, com valores de R$ 12,5 milhões.

“Nós devemos buscar novas empresas e novos segmentos para contribuir com o número de fábricas principalmente em segmentos que ainda não estão aqui em Manaus”, informou o secretário Jório Veiga, da Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti). 

O secretário aproveitou para informar aos conselheiros sobre ajustes nos trâmites administrativos dos decretos de concessão de incentivos às empresas que têm projetos aprovados no Codam, que devem ser publicados no prazo de até 25 dias, corrigindo assim o problema de atraso verificado nas últimas reuniões. 

Toda empresa que tem projeto aprovado no Codam precisa ser ratificado em decreto a concessão dos incentivos fiscais aos quais se habilitou junto ao Governo do Estado. 

Entre os conselheiros que participaram da reunião, Wilson Périco, presidente do Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam) e Antônio Silva, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam). 

O superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), coronel Alfredo Menezes também esteve na reunião. Em seu discurso, defendeu a importância do PIM e anunciou em primeira mão que alíquota de incentivo para polo de refrigerantes do Amazonas deve ficar de 10%, a negociação foi realizada em reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na última segunda-feira, 24/06.

Balanço do semestre

No primeiros seis meses deste ano, incluindo a pauta aprovada hoje, foram aprovados 85 que juntos somam R$ 2,1 bilhões com a promessa de criar em até três anos 2.688 vagas no mercado de trabalho. 

Esta foi a terceira reunião ordinária do Codam, este ano. Na última, em abril, tinham sido aprovados 20 projetos com investimentos de R$ 252,6 milhões, com a criação de 504 postos de trabalho. 

BR-319

Outro anúncio feito pelo coronel Menezes foi com relação a BR-319, segundo o superintendente da Suframa, o presidente Bolsonaro prometeu assinar uma medida provisória autorizando o destrave de licenças como a ambiental para dar prosseguimento ao asfaltamento da estrada. 

“Com isso, destrava o meio ambiente. Aí vem os trabalhos de engenharia. O próximo é recurso e, ano que vem, se Deus quiser e tudo correr bem, em maio e junho, durante o verão amazônico, nós vamos colocar o primeiro quilômetro lá”, destacou Menezes.

A assinatura da medida provisória deve ser feita antes da vinda do presidente Jair Bolsonaro a Manaus, na reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS), no dia 12 de julho, e assinado neste dia de forma simbólica.