Quinta-feira - Manaus - 24 de janeiro de 2019 - 09:05

MANAUS-AM

Polo de duas rodas fecha 2018 com alta de 17,4%, diz Abraciclo

Setor projeta crescimento de 6,2% nas vendas no varejo para 2019

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de janeiro - 08:42

Para a Abraciclo, o resultado é reflexo da retomada da confiança por parte do consumidor, da recuperação econômica e do aumento da oferta de crédito

Foto: Divulgação

A produção de motocicletas fechou 2018 em alta, seguindo a curva de crescimento registrada durante todo o ano. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, de janeiro a dezembro do ano passado foram fabricadas 1.036.846 unidades no Polo Industrial de Manaus – PIM. O volume representa alta de 17,4% em relação ao total de 2017, quando saíram das linhas de produção 882.876 motocicletas.

O resultado do ano, segundo Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, é reflexo da retomada da confiança por parte do consumidor, da recuperação econômica e do aumento da oferta de crédito, além do número significativo de lançamentos de novos modelos pelas fabricantes de motocicletas. 

“O volume final ficou bem próximo da nossa projeção revisada, que era de 1.035.000 unidades e crescimento de 17,2%, demonstrando o otimismo da entidade em relação ao setor e a recuperação do cenário econômico no País”, diz Fermanian.

De acordo com os dados da Abraciclo, somente em dezembro foram produzidas 67.812 motocicletas, volume 1,7% inferior ao registrado no mesmo período em 2017 (69.008 unidades). Em comparação a novembro de 2018, a queda foi de 24,7% (90.108 unidades).

Para 2019, conforme o executivo, o setor projeta a produção de 1.080.000 unidades, o que significará uma alta de 4,2% sobre as 1.036.846 unidades fabricadas em 2018. “Estamos confiantes no aumento dos negócios, mas é necessário aguardar os impactos das medidas que serão implementadas pelo novo governo”, diz.