Sexta-feira - Manaus - 29 de mai de 2020 - 19:53

MANAUS-AM

Paralisações resultam em multas para o sindicato dos Rodoviários em Manaus

Ao longo de 2017 já foram 46 interrupções e quase R$ 1 milhão em multas aos rodoviários

MÁRIO ADOLFO FILHO

Publicado em 26 de julho

Manaus - Na manhã desta quarta-feira (26), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) realizou uma coletiva de imprensa para divulgar um balanço das paralisações irregulares realizadas pelo Sindicato dos Rodoviários ao longo de 2017, que já somam 46 e quase R$ 1 milhão em multas. A última paralisação ocorreu na tarde desta terça (25), em três terminais de linha da empresa Via Verde.

De acordo com o assessor jurídico do Sinetram, as concessionárias são sempre pegas de surpresa durante os movimentos paredistas realizados pelo Sindicato dos Rodoviários e por isso não se sabe os motivos. Ainda de acordo com ele, os salários estão em dia.

“Isso [paralisações] está virando uma situação constrangedora tanto para as empresas e principalmente para a população que depende do serviço. A Polícia Federal deve abrir um inquérito, por determinação do Tribunal do Trabalho, pelo descumprimento de ordem judicial por parte do Sindicato dos Rodoviários. Os trabalhadores estão com salários em dia e não há motivos para esses movimentos, o que nos leva a crer que isso são por questões políticas”, destaca Borges.

Atualmente, os motoristas do transporte coletivo de Manaus recebem, somando também os benefícios, R$ 3.078,43, a segunda maior remuneração do Brasil.

FONTE: Agência Sinetram