Domingo - Manaus - 7 de junho de 2020 - 02:47

MANAUS-AM

Pandemia do novo coronavírus gera escassez de álcool em gel em Manaus

Consumidores têm encontrado prateleiras vazias e dificuldade para comprar o produto nos supermercados da capital.

ADNEISON SEVERIANO

Publicado em 14 de março - 07:00

Estoque de álcool em gel já acabou em vários estabelecimentos de Manaus

Rubia Gomes/TH

Quem procurou álcool em gel nos supermercados de Manaus se deparou com prateleiras vazias em muitos estabelecimentos nesta sexta-feira, 13/3. Em alguns estabelecimentos os estoques estão zerados e não há previsão de abastecimento do produto. A procura pelo álcool em gel disparou nas últimas semanas com avanço do novo coronavírus –  Covid-19 no Brasil e no mundo, e depois da declaração de pandemia. A escassez pode se agravar com confirmação do primeiro caso positivo de Covid-19 em Manaus.

A busca pelo álcool em gel para se proteger da contaminação do Covid-19 tem sido uma tarefa difícil para população manauara. O produto está em falta em algumas unidades de hipermercados e até em lojas menores de bairros. O motivo? O medo do novo coronavírus.

“Já fui em uma loja no Japiim e um grande hipermercado no Coroado, mas nós dois encontrei só as prateleiras vazias. Perguntei dos funcionários se tinha no estoque álcool em gel e disseram que estava zerado. Falaram que também até solicitaram, mas não tinham previsão de quando chegava o carregamento”, contou a auxiliar administrativo Teresa Araújo.

A dificuldade enfrentada pelos consumidores para comprar álcool em gel nos estabelecimentos da capital é considerada uma situação pontual pela Associação Amazonense de Supermercados (Amase). Segundo o presidente da Amase, Alexandre Zuqui, as dificuldades logísticas da região também contribuem para demora no reabastecimento dos estoques.

“O volume de compra desse item com certeza aumentou, mas a falta ainda é bem pontual.  Manaus é pouco mais distante para a reposição. Quando você tem um item que não tem uma venda tão significativa. Aumentou o consumo sim, mas foi compra do consumidor comprando mais esse item. Nenhum supermercado associado nosso comunicou essa falta do estoque”, afirmou Zuqui.

No início do mês, antes mesmo da pandemia de Covid-19 ser declarada, a Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) se reuniu com a Amase. A Visa Manaus propôs que as medidas preventivas sejam realizadas em parceria para esclarecer e sensibilizar funcionários e clientes. A proposta será oficializada até próxima semana em nova reunião.

A proposta inicial é garantir, por exemplo, que os carrinhos de supermercado sejam higienizados de forma sistemática e que os lavatórios para uso do público interno e externo estejam abastecidos com sabão e papel toalha para garantir a lavagem de mãos, considerada uma das medidas mais eficazes contra a propagação de vírus e bactérias.

Antes das recomendações serem emitidas alguns estabelecimentos adotaram medidas de prevenção. Um hipermercado situado na avenida Umberto Calderaro, por exemplo, está disponibilizando álcool em gel para que clientes higienizem mãos durante as compras. “Isso é uma atitude tomada pelo próprio supermercado, mas vamos seguir as recomendações da Secretaria de Saúde”, disse o presidente Associação Amazonense de Supermercados.

COMO PREVENIR O CONTÁGIO?

  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel;
  • Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evite aglomerações se estiver doente;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados;
  • Não compartilhe objetos pessoais.