Domingo - Manaus - 31 de mai de 2020 - 08:55

MANAUS-AM

Operação Humaitá Segura apreende mais de 10 quilos de drogas

Segundo informações da Polícia Militar, o material seria encaminhado à unidade prisional de Humaitá.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 4 de abril

Policiais militares que compõem a “Equipe Bravo”, do 4° Batalhão de Polícia Militar, localizado em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), apreenderam na noite desta terça-feira, 03/04, mais de 10 quilos de maconha. A apreensão ocorreu durante a Operação Humaitá Segura.

Por volta de 20h de terça-feira, a equipe da Força Tática da Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima, via Linha Direta, que informava que às 21h estaria chegando à cidade uma carga de drogas pela rodovia BR-319 (Manaus – Porto Velho), procedente de Porto Velho (RO). 

Após investigações, policiais montaram uma barreira na rodovia, na altura do quilômetro 8, nas proximidades do posto da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), e realizaram abordagens a veículos que entravam na cidade.

Durante revista, uma adolescente, que estava em um táxi vindo da capital rondoniense, chamou a atenção dos policiais. Dentro da bagagem da jovem foram encontrados vários tabletes de uma substância, aparentemente, maconha, pesando 10,3 quilos.

Segundo a polícia, a jovem informou que recebeu mensagens de um detento conhecido pelo apelido de “Mamute” ou “Mamucha” que se encontra preso na Unidade Prisional de Humaitá.

A polícia ressaltou que a adolescente afirmou que receberia R$ 600 para transportar a droga de Porto Velho a Humaitá, no endereço da rua Camilo, no Centro da cidade, a dois homens que ela identificou como Eliel Monteiro Bezena, de 21 anos de idade, vulgo “Léo”, e Denis Leão Monteiro da Silva, também de 21 anos, apelidado de “Batata”. A adolescente detalhou ainda que, no momento da entrega, receberia uma parte do valor acordado com ela, na rua, próximo ao Bar do Flamengo, e que receberia a outra parte das mãos da esposa do detento “Mamute”, identificada como Cristiane Braga Brito, de 21 anos de idade.

Devido à complexidade da ocorrência, os policiais militares da Equipe Bravo solicitaram apoio de outras equipes do 4º BPM e, desta forma, obteve êxito na detenção de todos os envolvidos, inclusive Cristiane, por obstrução do serviço policial e por desacato a autoridade.

Todos os envolvidos e material apreendido foram encaminhados para a 8° Delegacia Interativa de Humaitá, com suas integridades física e mental preservadas para procedimentos cabíveis.

Ainda durante a noite, pela Operação Humaitá, foram detidas outras pessoas por conta de outros crimes e transgressões.