Segunda-feira - Manaus - 19 de agosto de 2019 - 00:38

MANAUS-AM

Obras de infraestrutura avançam na Rodovia AM-070

A entrega da obra está prevista para 2020 e deve garantir o desenvolvimento e a redução de problemas socioeconômicos das regiões interligadas com a capital amazonense

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de agosto - 09:01

Ainda neste mês de agosto devem ser realizados os serviços de meio fio e calçada

Foto: Secom

As obras de duplicação da rodovia Manuel Urbano (AM-070), que interliga Manaus aos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, seguem com diversas frentes de obras ao longo dos quilômetros 35 ao 78. Os serviços executados são de pavimentação, drenagem e terraplenagem e geram, aproximadamente, 270 empregos diretos e indiretos.

A entrega da obra está prevista para 2020 e deve garantir o desenvolvimento e a redução de problemas socioeconômicos das regiões interligadas com a capital amazonense.

No trecho do quilômetro 34, os trabalhos avançaram na Ponte do Ariaú. Os serviços de recuperação estão sendo realizados na ponte antiga e o tráfego de veículos está sendo realizado pela ponte nova. 

As obras também ganharam impulso entre os trechos dos quilômetros 78 ao 75, onde está localizado o Balneário do Miriti. Nessa região as obras de duplicação foram finalizadas e os trabalhos estão sendo realizadas atualmente na pista antiga. As obras devem ser finalizadas até o final deste mês.

Manacapuru 

Em Manacapuru (a 89 quilômetros de Manaus), as obras de recuperação do sistema viário do município, com intervenção em praticamente todos os bairros, já alcançaram um percentual de 80% de obra pronta. As obras iniciaram em abril deste ano e contam com serviços de serviços de terraplanagem e recapeamento. Ainda neste mês de agosto devem ser realizados os serviços de meio fio e calçada.

De acordo com a fiscalização do Departamento de Obras do Interior da Seinfra, as obras em Manacapuru deverão ser entregues até dezembro de 2019. As ações em Manacapuru refletem a preocupação do atual governo em retomar as inúmeras obras que se encontravam paralisadas.