Quinta-feira - Manaus - 21 de fevereiro de 2019 - 08:14

DIVERSÃO

Musical “Helena” terá apresentação única no Teatro Amazonas em fevereiro

Espetáculo indicado ao Prêmio Brasil Musical traz a história da filha de Cauby Peixoto

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 3 de fevereiro - 10:38

Apresentação será no dia 19 de fevereiro.

Foto: Divulgação

Sucesso de público e crítica na primeira temporada, a história de “Helena”, uma mulher real, professora, mãe brasileira e filha de Cauby Peixoto, chega ao palco do Teatro Amazonas, para apresentação única no dia 19 de fevereiro, a partir das 20h. Os ingressos para o espetáculo, que celebra cinco anos do Ateliê 23 e está na lista de indicados do Prêmio Brasil Musical, na categoria “Melhor Musical Norte”, estão disponíveis na bilheteria da casa e no site do Alô Ingressos (www.aloingressos.com.br) por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Segundo o diretor da companhia, Taciano Soares, a metáfora de Helena traz a construção de uma imagem de superação, que emocionou a plateia desde o lançamento, em novembro do ano passado. Ele adianta que, desta vez, os espectadores contarão com uma novidade.

“Vamos inserir uma cena nova que tem a ver com uma memória muito particular de Helena, o nascimento dela, que se deu no Natal”, afirma o diretor. “Tem uma série de questões que se desdobram a partir daí, que as pessoas vão poder conferir nesta apresentação”.

Conforme o diretor, o espetáculo traz uma narrativa não cronológica e revela ainda uma filha que o cantor Cauby Peixoto teve conhecimento em vida, mas não desenvolveu uma relação de paternidade. "É o auge do musical que apresenta Helena como uma mulher de carne, osso e, principalmente, fé", conta.

Taciano destaca que levar "Helena" para o Teatro Amazonas é um desafio para os atores e para a técnica, uma vez que existe a necessidade de "expansão do corpo e da voz".

“Vai muito além de fazer-se ouvido pela plateia, mas uma questão de presença mesmo, do ator, da personagem, que precisa de um trabalho de maior engajamento de nossa parte”, explica ele. “Ir para o Teatro Amazonas é a oportunidade de experimentar esse palco sagrado, de proporcionar aos nossos espectadores uma apresentação com mais apuro técnico, inclusive, de som e luz. Não deixa de ser, claro, um privilégio ter essa oportunidade de forma tão acessível”.

Ateliê 23

O diretor ressalta que, desde 2014, uma das características do Ateliê 23 fica por conta do trabalho com histórias reais, ao que o público tem respondido de forma positiva.

“Ainda estamos nessa descoberta, mas reconhecemos que o público tem se identificado com as propostas estéticas que temos levado à cena ultimamente, como é o caso de ‘Helena’. Saber que o que eles estão assistindo nessa ‘ficção’ é algo que alguém passou de verdade, gera um impacto que logo se transforma em empatia, o teatro tem essa força”, comenta Taciano, pontuando que o musical já tem possibilidades de apresentações fora da cidade e encerrará a primeira edição do Festival Palco Giratório no Amazonas, em julho deste ano. 

Ficha técnica

O elenco principal é formado pelos atores Daniel Braz, Eric Lima, Francine Marie, Isabela Catão, Jean Palladino, Krishna Pennut, Laury Gitana e Taciano Soares.

“Helena” conta ainda com dramaturgia de Priscilla Conserva, Taciano Soares e Eric Lima; trilha sonora de Number Teddie, com colaboração de Eric Lima, Krishna Pennut e Taciano Soares; e produção de Isabela Catão e Francine Marie.

O projeto foi contemplado pela Residência de Artes Cênicas do Serviço Social do Comércio do Amazonas (Sesc).