Sábado - Manaus - 24 de agosto de 2019 - 09:53

MANAUS-AM

Mais de 150 casos de cobrança indevida são registrados contra Águas de Manaus

Ficou acordado que os mais de 150 casos de cobranças indevidas registrados nesta unidade da Defensoria, em 2017, serão acompanhados pela Ouvidoria

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de janeiro - 16:14

Todos os casos serão acompanhados pela Ouvidoria

Foto: Divulgação

A Ouvidoria da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) foi acionada nesta sexta-feira, 11/1, pela 3ª Defensoria Pública Especializada em Atendimento ao Consumidor que funciona no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do Shopping Cidade Leste, devido ao grande volume de reclamações feitas por consumidores contra a empresa Águas de Manaus.

Na reunião entre o ouvidor da Ageman, Cláudio Falcão, e o defensor público Gustavo Linhares, ficou acordado que os mais de 150 casos de cobranças indevidas registrados nesta unidade da Defensoria, em 2017, serão acompanhados pela Ouvidoria do órgão, com o objetivo de buscar uma solução mais célere para o problema dos usuários.

“Um breve levantamento identificou que a maioria das reclamações, segundo os consumidores, é sobre cobrança indevida, no entanto, somente após uma análise da Agência Reguladora será possível confirmar as causas dos valores excessivos, pois é comum haver casos de desperdício ou vazamentos”, afirmou o ouvidor.

Convênio

A iniciativa, anunciada nesta sexta, faz parte do convênio firmado em dezembro de 2018, quando Ageman e Defensoria fecharam uma parceria que criou um intercâmbio entre as instituições para agilizar queixas relativas ao fornecimento de água, esgotamento sanitário, iluminação pública e transporte coletivo.