Domingo - Manaus - 22 de setembro de 2019 - 20:58

MANAUS-AM

​Homem é preso por suspeita de matar a facadas estudante de enfermagem

O crime aconteceu em maio do ano passado. Alison Vieira foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária. 

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 22 de mai - 14:30

Alison foi indiciado por homicídio e será encaminhado ao CDPM.

Foto: Divulgação

Carla Albuquerque - Da Redação 

Alison Gabriel da Silva Vieira, 24, foi preso pela Polícia Civil (PC) por suspeita de ter assassinado, em maio do ano passado, com três facadas, o estudante de enfermagem Danilo Nunes da Silva, 31. O crime foi praticado na casa onde a vítima morava, no Parque 10, na zona Centro-Sul de Manaus. À PC, o suspeito informou que praticou o crime, após suspeitar que seria dopado. As informações são do delegado especializado em Homicídios e Sequestros (DEHS) Paulo Martins.

Conforme o delegado, Alison foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária. A ordem judicial foi assinada pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, no último dia 8. O homem foi localizado, na última segunda-feira, na Rua Ruy Adriano de Araújo Jorge, no Conjunto João Paulo, no Nova Cidade, na zona Norte de Manaus.

Martins explicou que Alison e Danilo haviam se conhecido no dia do crime, 11 de maio, em uma boate, na Constantino Nery, na zona Centro-Sul. Os dois saíram do local juntos e foram para a casa da vítima, na Rua Alexandre Magno, no Parque 10. 

Quando chegaram ao apartamento, os dois, segundo o delegado, passaram a ingerir bebida alcóolica. Em depoimento, Alisson disse, que durante a bebedeira, começaram a discutir, após ele ter desconfiado que Danilo estava querendo colocar algum remédio em sua bebida.

Revoltado, Alison se armou com uma faca e atingiu Danilo com três facadas no peito do estudante, que morreu no local. O corpo dele só foi encontrado, três dias depois, após uma irmã ter desconfiado do desaparecimento do estudante.

Alison foi indiciado por homicídio e será encaminhado ao Centro de detenção Provisória Masculino (CDPM). O delegado Paulo Martins destacou que o suspeito foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária, mas irá solicitar a conversão do mandado para preventiva.