Quinta-feira - Manaus - 18 de julho de 2019 - 01:27

MANAUS-AM

Governo do Amazonas prepara reforma administrativa com extinção de 20 secretarias

A previsão é que o projeto seja encaminhado para a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) no início de julho.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 26 de junho - 13:28

Wilson Lima se reuniu com alguns secretários na sede do Governo para realizar ajustes pontuais

Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

Thiago Fernandes e assessoria 

Após seis meses de mandato, Wilson Lima (PSC) espera encontrar na Reforma Administrativa uma resposta para a oposição - e até mesmo para a população -  que reclama da ausência projetos e soluções para os problemas do Estado. Prestes a enfrentar uma grave crise financeira, o governador já prepara a extinção de quase 20 secretarias para enxugar o vazamento financeiro do Amazonas. A previsão é que o projeto seja encaminhado para a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) no início de julho.

Na tarde desta terça-feira, 25/6, Wilson Lima se reuniu com alguns secretários na sede do Governo, localizada na Compensa, Zona Oeste de Manaus, para realizar ajustes pontuais na primeira etapa da reforma que visa reorganizar a estrutura governamental, assim, reduzindo gastos e aumentando a efetividade do trabalho. Parte dessa estratégia foi a instalação de um decreto que cria um modelo de termo de compromisso de resultados com metas a serem cumpridas. 

“Estamos vivendo um momento histórico e que não tem volta. A reforma que estamos construindo não é uma simples mudança de estrutura de secretarias. Vamos estabelecer rotinas, fluxos, metas e todos teremos que apresentar resultados. Isto é uma prioridade! Vamos entregar resultados, vamos entregar um Estado muito mais eficiente, esse é o meu compromisso com a população”, frisou o governador.

O governo já confirmou algumas mudanças na estrutura administrativa do Estado. Entre as principais está a transformação da Comissão Geral de Licitação (CGL) no Centro de Serviços Compartilhados (CSC), absorvendo as competências da Central de Compras Governamentais (CCGOV). Além disso, será criada a Unidade de Gestão Integrada (UGI), subordinada ao governador do Estado, Wilson Lima, com suporte operacional da Casa Civil, que tem como mandatário o vice-governador Carlos Almeida. 

Outras mudanças são especuladas como a incorporação da competências da Secretaria de Estado da Região Metropolitana (SRMM) e da Secretaria de Estado de Política Fundiária (SPF) na Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) que passará a ser Secretaria de Estado de Infraestrutura e Cidades (Seic) 

Outras secretarias importantes como a Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead), Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc) devem sofrer mudanças de nome e de competência.

Ao ser questionada sobre essas mudança, o Gabinete Pessoal do Governador afirmou que a reforma ainda está sendo construída e que não pode confirmar ou desmentir nenhuma informação.