Quarta-feira - Manaus - 23 de outubro de 2019 - 14:22

MANAUS-AM

Estado nega que Luiz Castro será trocado por Alessandra Campelo

Deputada disse que não está negociando o cargo com o governador Wilson Lima

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 18 de junho - 13:49

O atual secretário de Educação sofreu processo de desgaste principalmente durante a greve dos professores

Fotos: Divulgação

Sigird Avelino e Thiago Fernando - Da Redação

O Governo do Amazonas negou que a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) trocará de mãos nos próximos dias. Desde o fim de semana passado tem sido especulado que a deputada estadual Alessandra Campelo (MDB) assumirá o órgão no lugar de Luiz Castro (REDE). Porém, nesta terça-feira, 17/06, Secretaria de Comunicação Social (Secom-AM) informou que a informação não procede. 

O atual secretário de Educação sofreu processo de desgaste principalmente durante a greve dos professores, que durou mais de um mês. Na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), ele foi duramente criticado pela oposição, mas nunca se negou a responder aos questionamentos dos deputados. 

Ao ser perguntada sobre a possibilidade, a deputada Alessandra Campelo negou que esteja negociando o cargo com o governador Wilson Lima (PSC). De acordo com a parlamentar, as especulações que surgiram foram criadas por alguém que tem medo da competência administrativa dela - memes circulam nas redes sociais com uma montagem falando sobre a troca.

“Existe muita especulação sobre isso, mas não fui convidada. Acho que foi criado por alguém com medo da competência, por saber da minha probidade... fiscalizar contratos. Isso assusta alguns, mas não fui convidada pelo governador. Estou focada no meu cargo de vice-presidente da assembleia”, citou Campelo.

Já o deputado Dermilson Chagas (PP) disse que o nome de Alessandra Campelo seria uma alternativa para melhorar a educação do Estado. 

“A gestão atual mostra que faltou habilidade, domínio e um programa focado na educação. Que educação temos hoje e qual teremos no final do ano? Qual a mudança de gestão nesse projeto? O governo colocou um secretário que saiu da Assembleia, mas sem um projeto, sem um programa, sem uma visão de mudança e transformação. Por enquanto, para melhorar falta muito. O nome da deputada é um bom nome. Se concretizar as especulações, ela terá mais uma oportunidade para mostrar a sua capacidade. Nos temos que apoia-la para que ela faça a diferença já que lá não estamos vendo isso”, disse Chagas.

TH VIDEO