Quinta-feira - Manaus - 29 de outubro de 2020 - 06:18

MANAUS-AM

Eleições 2020: Manaus tem mais de 1,3 mil candidatos a vereador

A maioria busca o primeiro mandato como vereador, mas 38 disputam a reeleição

SIGRID AVELINO

Publicado em 29 de setembro - 06:30

30 partidos políticos concorrerão às eleições em Manaus

Foto: Divulgação

Manaus tem 1361 candidatos a vereador que vão disputar 41 cargos na Câmara Municipal de Manaus (CMM), de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o fim da noite desta segunda-feira, 28/9. Além disso, 11 prefeitos e 11 vice-prefeitos também se candidataram. Segundo a Justiça Eleitoral, a capital amazonense tem mais de 1.331.613 eleitores aptos a votar este ano.

Na disputa por uma cadeira na Câmara, a maioria busca o primeiro mandato como vereador, mas há aqueles que estão na luta pela reeleição: é o caso de 38 dos atuais 41 parlamentares da CMM. 

Neste ano, 30 partidos políticos concorrerão às eleições em Manaus. Os dez partidos que mais apresentaram candidatos são: 

  • Democracia Cristã (DC) - 63 candidatos
  • Patriota - 62 candidatos
  • Partido da Mobilização Nacional (PMN) - 62 candidatos
  • Partido da Mulher Brasileira (PMB) - 62 candidatos
  • Partido Socialista Brasileiro (PSB) - 62 candidatos
  • Partido Social Cristão (PSC) - 62 candidatos
  • Partido Social Liberal (PSL) - 62 candidatos
  • Avante - 61 candidatos
  • Partido dos Trabalhadores (PT) - 61 candidatos
  • Partido Trabalhista Cristão (PTC) - 57 candidatos

Os partidos que apresentaram números menores de candidatos incluem Partido Social Democrático (PSD) com 20 candidatos, seguido do Rede Sustentabilidade (Rede) com 12, Partido Novo (Novo) com seis, Partido Socialismo e Liberdade (Psol) com cinco e o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) com apenas um candidato. 

Com isso, o número de candidatos ao cargo de vereador de Manaus chegou a exatos 1.361 concorrentes.

Coligações

O fim das coligações para as eleições proporcionais, aprovado pelo Congresso Nacional em 2017, que será aplicada pela primeira vez nas eleições deste ano, é a responsável pela quantidade significativa de candidatos para cada sigla. A mudança na regra fez com que um candidato que queira disputar como vereador, só possa participar do pleito na chapa única do partido ao qual ele é filiado. Antes, uma chapa tinha candidatos de partidos distintos.

Para aumentar as chances de voto e conseguir cadeiras nas Câmaras Municipais, as legendas estão lançando mais candidatos. É que em uma eleição proporcional, como é para vereador, as vagas são do partido e não do candidato. Na prática, ao votar para em um nome para esse cargo, o eleitor na verdade está escolhendo um integrante daquela legenda. O cálculo de quem vai ocupar a cadeira é feito em cima do quociente eleitoral. Com base nesse cálculo é que cada partido saberá quantos votos serão necessários para conquistar uma vaga.

Nomenclatura

Na lista dos candidatos proporcionais estão pessoas de vários segmentos da sociedade. Chama atenção o nome que cada um escolhe para ser registro na urna.

O número de candidatos neste ano que incluíram a palavra professor ou professora na nomenclatura chegou a 68. Também seguindo uma tendência, são 41 os médicos que querem se tornar vereador em Manaus. Curiosamente, apenas cinco são de partidos de esquerda. A maioria está ligada a partidos de centro ou de direita. Já o número de enfermeiros são 11.

Nos últimos anos, também cresceu o número de pastores que se candidatam a concorrer a uma vaga na CMM. Em 2020, são 17 candidatos pastores, sendo cinco mulheres.

Na lista de autoridades policiais há cinco delegados de polícia, incluindo Débora Mafra (PC), João Tayah (PC), Marcelo Dias (PF) e Mariolino Brito (PC). 

Também tem um capitão, o Carpê Andrade, que adota a mesma estratégia do Capitão Alberto Neto, investindo nas redes sociais. São 16 coronéis candidatos a vereador em Manaus, incluindo Walter Cruz. Além de 15 sargentos, quatro tenentes e um subtenente. 

Na extensa lista de proporcionais tem ainda defensores, jornalistas, influenciadores digitais e até dois palhaços candidatos a vereador. São eles: Palhaço Way e Palhaço Lero Lero. O Palhaço Goiabada desistiu de ser político. Ele já foi candidato várias vezes, mas agora só se dedica mesmo a festas infantis.