Sábado - Manaus - 31 de outubro de 2020 - 01:15

ESPORTES

Domènec pede desculpas pelo maior vexame do Flamengo na Libertadores

Jamais o Flamengo havia perdido por 5 a 0 na Libertadores. O Independente del Valle fez o que quis. Diretoria, ainda, não vai demitir Domènec

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 18 de setembro - 06:30

Fla foi humilhado 

Foto: FLATV

Foi um massacre. A pior derrota do Flamengo na história da Libertadores. 5 a 0 para o Independente dell Valle. Nenhum campeão perdeu no ano seguinte por tantos gols.A última vez que o Flamengo foi derrotado por cinco gols foi em 2009, diante do Coritiba: 5 a 1.

Mais assustador do que a vergonha, que o vexame, é o fato de que em 11 partidas, o espanhol Domènec Torrent, chegou ao mesmo número de derrotas, cinco, do que o português Jorge Jesus levou um ano e um mês.

Em um rodízio alucinado, Domènec não conseguiu dar a mínima estrutura tática para o atual campeão da Libertadores, do Brasil, do Rio. 

Como ontem, quando começou o jogo com Bruno Henrique no banco de reservas, em Quito.

O homem que ficou 11 anos como auxiliar de Pep Guardiola tomou a atitude obrigatória. Pediu desculpas pelo péssimo futebol. 

O Flamengo estava irreconhecível, prostrado, impotente, diante de um time excepcionalmente montado por outro espanhol, Miguel Ángel Ramírez, que faz um trabalho excepcional no time equatoriano há dois anos. E não foi levado em consideração para substituir Jorge Jesus.

"É uma derrota muito dolorosa, mas são três pontos.Temos que pedir desculpa aos torcedores.Mas quando estávamos próximos a fazer 1 a 1, eles fizeram 2 a 0.Sei que é o pior resultado do Flamengo. Mas já passou. Temos que pensar em ganhar a próxima partida. Se fosse mata-mata, seria um desastre. Todos sabem que jogar aqui não é fácil. Não é desculpa, mas é o que acontece aqui. Temos que jogar muito melhor", disse.

TH VIDEO