Sexta-feira - Manaus - 18 de outubro de 2019 - 15:25

MUNDO

De Niro faz crítica pesada a Donald Trump na TV e o chama de 'clinicamente louco'

"Ele é pior do que eu jamais poderia imaginar", disse o ator de 76 anos

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 30 de setembro - 11:13

Robert De Niro afirmou que torce pela saída do presidente

Divulgação

Robert De Niro fez uma crítica pesada a Donald Trump. O ator de 76 anos estava sendo entrevistado na CNN e disse que Trump 'não deveria ser presidente'. "No dia seguinte à sua eleição, pensei: 'Vou dar uma chance a ele, você nunca sabe'", disse De Niro. "Ele é pior do que eu jamais poderia imaginar".

Robert De Niro ainda disse que espera que Trump sofra impeachment. Perguntado se achava que o presidente americano estava "atuando" para uma audiência, De Niro respondeu "De certa forma, acho que ele está... assim como alguns desses especialistas da Fox [News] também estão... Não acredito que eles realmente comprariam essa loucura. Esse cara não deveria ser presidente, ponto final".

Neste ponto, o entrevistador interrompe para dizer que esses comentários são o que fazem com que "o pessoal da Fox [News] venha atrás de você" e o ator não se segurou: "Fodam-se eles. Fodam-se eles", xingou Robert De Niro.

O apresentador ainda lembrou Robert De Niro de que "isso é TV a cabo, então não é uma violação da FCC [falar palavrão], mas ainda é uma manhã de domingo". De Niro se desculpou e continuou desabafando sobre Trump. "Estamos em um momento de nossas vidas, neste país... esse cara é tipo um gangster", disse. "Estamos em uma situação terrível. E esse cara continua sem parar e sem parar".

O 45º presidente dos Estados Unidos está atualmente sendo investigado pelo Partido Democrata, e o ator admitiu que torce por isso. "Espero que ele sofra impeachment, isso tem que ser seguido", afirmou o ator. "Ele tem uma vida tão baixa. Ele intimida todo mundo ao seu redor", comentou.

Em entrevista à Variety, o ator já havia falado sobre seus pensamentos contra o presidente americano: "Esse cara é uma vergonha. Ele não tem centro, ética ou moral". Trump também já fez publicamente críticas a Robert De Niro em sua conta pessoal no Twitter em 2018. Depois de assistir a De Niro chamá-lo de " aspirante a gângster" no programa 'The Late Show com Stephen Colbert', Trump chamou o ator de um "indivíduo com QI muito baixo".

"Eu assisti a ele ontem à noite e realmente acredito que ele pode estar 'bêbado'", ele escreveu. "Acho que ele não percebe que a economia está a melhor que já esteve, com o emprego sendo o mais alto de todos os tempos, e muitas empresas voltando ao nosso país", acrescentou o presidente.