Quarta-feira - Manaus - 18 de setembro de 2019 - 22:32

MANAUS-AM

Cresce o número de fraudes com cartão de crédito e polícia alerta a população

Os crimes de fraudes com cartão podem ser registrados em qualquer delegacia de polícia, de acordo com a Polícia Civil. 

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de junho - 16:26

Nos três primeiros meses deste ano, 35 crimes de fraude foram aplicados

Foto: Divulgação

A Polícia Civil alerta a população para a alta no número de fraudes com cartão de crédito, realizadas por estelionatários. Nos três primeiros meses deste ano, 35 crimes de fraude foram aplicados. No mesmo período do ano passado, 12 delitos dessa natureza foram registrados.

De acordo com o delegado Marcelo Martins, titular do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as fraudes recorrentes na área do Centro acontecem dentro de agencias bancárias, quando a vítima aceita a ajuda de estranhos, muitas vezes estelionatários, para realizar transações bancárias.

“O estelionatário se passa por alguém de boa índole e oferece ajuda à vítima. Então ele observa a senha, fica com o cartão da vitima e devolve um cartão igual, após se apossar do cartão, realiza transferências e saques”, explicou.

Banco de imagem

Segundo o delegado, como esse tipo de fraude é recorrente na localidade, a delegacia possui um banco de imagem com as fotos dos estelionatários envolvidos nesse tipo de fraude.

“Quando a vítima faz o auto de reconhecimento, nós pedimos a prisão do autor. O crime de estelionato, no Código Penal, tem uma pena de dois a cinco anos e, normalmente, são as mesmas pessoas que cometem essas fraudes várias vezes”, afirmou Marcelo Martins.

Os crimes de fraudes com cartão podem ser registrados em qualquer delegacia de polícia. Fraudes realizadas por grupos criminosos ou sofridas por um grande grupo de pessoas são investigadas pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), que também tem plantão 24h.

“Os crimes mais comuns são estelionato e furto mediante fraude pois, de posse do cartão, os autores efetuam transferências e saques”, disse Guilherme Torres, titular da DERFD.

Delegacia do Consumidor alerta

De acordo com o delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Consumidor (Decon), quando o assunto é fraude em cartão de cliente, consumidor ou instituição bancária, o cuidado para se proteger é não utilizar computador público para efetuar suas compras e, se for necessário, é recomendado que o cidadão não digite o número do cartão, e sim pague via boleto.

“Quando for fazer compras online, escolha lojas recomendadas por amigos e familiares e sempre verifique se o site possui sistema de pagamento protegido. É importante observar também, quando estiver em uma agencia bancária, se todos os caixas eletrônicos estão ou não em manutenção, se há algum objeto estranho no caixa. Não aceite ajuda de estranhos e nunca deixe o funcionário levar seu cartão para longe”, explicou.

Paixão ressaltou que o consumidor não precisa perder oportunidades de comprar produtos pela internet, mas é necessário tomar cuidados para não ser vítima de estelionatários.  “As compras online são um caminho fácil para golpistas, então é preciso ficar atento”, disse.