Segunda-feira - Manaus - 13 de julho de 2020 - 15:52

DIVERSÃO

Compositora amazonense lança novo single nas plataformas digitais

Alessandra Vieira tem trabalho voltado para o samba e a MPB

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 10 de junho - 13:49

O EP da banda será produzido em breve

Foto: Divulgação

Mesmo em tempos de pandemia os artistas amazonenses não param de produzir. É o caso da artista amazonense, Alessandra Vieira, que lançou ontem quatro músicas na Internet através das plataformas digitais: “Canto das Águas”, “Só Vim Falar de Amor”, “Campador” e “Ei, Mulher!”. As duas últimas chegaram a concorrer o Fecani em 2018 e 2019, respectivamente.

Alessandra Vieira, além de jornalista, é compositora e percussionista do grupo “Samba Com As Moças”. Um grupo feminino idealizado por ela e outra participante da banda, Thayane Rios. O repertório do grupo é composto de músicas conhecidas do grande públicas e de músicas de autoria dela. “Samba Dela” é a principal música de trabalho da banda e será carro-chefe do EP que será lançado em breve.

“Tenho mais de 30 músicas compostas de vários estilos, mas amo MPB e Samba. A música brasileira me fascina. Minhas letras falam de tudo, desde as várias formas da água (a exemplo da música “Canto das Águas”) a sofrência, mas sou alguém que defende o empoderamento feminino e exalto a mulher, e isso fica muito explícito na minha arte e nas minhas letras. Não foi à toa que criamos um grupo só de mulheres para tocar samba. Foi para mostrar que podemos representar o samba amazonense indo além da figura da passista. Dificilmente você vai chegar numa roda de samba e pagode em Manaus, ou em qualquer outro lugar do Amazonas, e encontrar uma mulher tocando. É um ritmo difícil. A figura da sambista aqui ainda se resume à mulher que dança mostrando suas belíssimas curvas”.

O EP da banda será produzido em breve. A pandemia tem atrasado a produção, mas não a criação. A última música que faltava para completar o EP acaba de sair do forno e logo será mostrada. “Na Esquina” é um samba composto por Alessandra que fala da liberdade da mulher poder ser o que ela quiser, de estar onde ela quiser. De ser dona de si.