Sexta-feira - Manaus - 29 de mai de 2020 - 18:46

DIVERSÃO
PARINTINS

Com o espetáculo 'Nós, O Povo', Garantido defendeu a igualdade de gênero e a natureza

Márcia Siqueira, Naiandra Amorim e Roci Mendonça apresentaram-se como "Rosas Vermelhas", com uma toada na defesa de igualdade de gêneros

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 29 de junho

Movimentos reais do Garantido impressionaram

Fotos: Nathalie Brasil/ TH

A agremiação folclórica do Boi Bumbá Garantido abriu a primeira noite do Festival Folclórico de Parintins, na ilha Tupinambarana, a 369 quilômetros de Manaus, na noite desta sexta-feira (28), trazendo nas cores vermelha e branca o tema: "Nós, o Povo".

O espetáculo começou com o discurso de Maria do Carmo Monteverde, filha de Lindfolfo Monteverde, criador do boi Garantido. Ao lado do Garantido, no meio da galera, o apresentador Israel Paulain cantou a toada ‘Meu Nome é Povão’, que apresenta o bumbá como um boi popular.

A apresentação das cantoras Márcia Siqueira, Naiandra Amorim e Roci Mendonça apresentaram-se como "Rosas Vermelhas", com uma toada na defesa de igualdade de gêneros.

Como primeira Lenda Amazônica, o Garantido apresentou o Curupira, o defensor da Amazônia retratado na toada 'Sete Espíritos', numa alegoria grandiosa, do artista Roberto Reis. A cunhã Isabelle Nogueira entrou em cena, evoluindo ao final da Lenda, representando a Mãe Natureza. A participação das tribos foi fundamental, numa apresentação alucinante e de rara beleza cênica.

De acordo com o coordenador Alan Rodrigues, o Boi Garantido "chegou chegando" e empolgou a galera. 'Vamos entrar amanhã na arena com muita alegria, todas as noites teremos surpresa e vamos trazer emoção para conquistar esse campeonato".

Galera do Garantido

FONTE: Com informações do Em Tempo