Quarta-feira - Manaus - 23 de outubro de 2019 - 15:07

MANAUS-AM

Casos de dengue aumentam 26% em um mês, aponta Susam

Segundo o Sistema de Informações Governamentais do Amazonas, 133 casos da doença foram confirmados em janeiro

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 12 de fevereiro - 13:52

A principal medida de controle do mosquito ainda é a checagem semanal de depósitos nas residências que sirvam de criadouros para propagação do inseto.

Foto: Divulgação

Os casos de dengue confirmados e registrados junto a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) aumentaram mais de 26% em janeiro em relação ao mês de dezembro. Os dados são do E-Siga, o Sistema de Informações Governamentais do Amazonas. 

É período de chuva no Amazonas e a população precisa estar em alerta para não deixar que recipientes acumulem água parada e, assim, facilitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Em dezembro, segundo o E-Siga, foram registrados 105 casos. Já esse ano, foram 133 casos. Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), a dengue obteve a redução de 37% em 2018 em relação a 2017. Ano passado foram notificados 4.767 casos contra 7.675 casos em 2017. 

A principal medida de controle do mosquito ainda é a checagem semanal de depósitos nas residências que sirvam de criadouros para propagação do inseto.

O vírus dengue, chikungunya e zika são transmitidos pelo mesmo mosquito e provocam sintomas parecidos, como febre, manchas vermelhas, dor de cabeça e nas articulações e diarreia. A dengue é considerada a mais grave. No Amazonas, circulam quatro sorotipos diferentes do vírus e as formas mais graves podem levar à morte.