Quinta-feira - Manaus - 27 de junho de 2019 - 04:58

MANAUS-AM

Amazonas sai da rota dos turistas; número de visitantes caiu 21,5%

A epidemia de sarampo, as queimadas e a ausência de voos para a Europa prejudicam o setor

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 9 de janeiro - 16:38

O maior quantitativo foi em 2014, ano da Copa do Mundo de Futebol, quando mais de 1 milhão de turistas vieram a Manaus

Foto: Divulgação

O Amazonas está saindo da rota dos turistas. Segundo dados da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), em três anos, o número de turistas que vieram ao Estado caiu 21,5%. Esse é um dos principais problemas do setor apontados pela empresa em relatório produzido no fim de 2018.

As informações mostram que enquanto em 2015 cerca de 746 mil turistas vieram ao Amazonas, em 2017 esse número chegou a 580 mil. Desde 2003 o Amazonas registrava aumento do volume de turistas. O maior quantitativo foi em 2014, ano da Copa do Mundo de Futebol, quando mais de 1 milhão de turistas vieram a Manaus. 

Segundo a Amazonastur, outro problema do setor é a ausência de ligações aéreas diretas com a Europa. O único voo que havia, com destino a Lisboa, foi descontinuado porque o Amazonas não cumpriu o protocolo assinado quanto às ações promocionais. “Não há efetivamente como ambicionar mais turistas europeus sem o estabelecimento de frequências aéreas diretas e regulares”, aponta trecho do relatório.

Além disso, dois fatores prejudicaram a imagem do Amazonas e contribuíram para a redução do volume de turistas: a epidemia de sarampo e as queimadas. De acordo

com dados do Ministério da Saúde, o país registrou 10.163 casos confirmados da doença, sendo 9.695 no Amazonas, ou seja, 95,39%.

“Na chegada do primeiro transatlântico da temporada de cruzeiros 2018/2019, a cidade estava enevoada e cheirando fortemente a fumaça. A imagem deixada junto ao visitante é a pior possível”, aponta o relatório.