Quinta-feira - Manaus - 28 de mai de 2020 - 23:31

MANAUS-AM

Amazonas registra 67 casos confirmados de Covid-19, alerta FVS

Sete pessoas estão internadas em unidades de saúde. 

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 26 de março - 16:18

Dados foram divulgados nesta quinta-feira.

Foto: Reprodução

O Amazonas já registrou 67 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, de acordo com dados divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) nesta quinta-feira, 26/3. São 13 novos casos, em relação ao número divulgado ontem, 25/3. Dezoito casos estão em investigação. 

Segundo a FVS, do total de casos confirmados, sete estão internados, sendo um deles em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com risco de agravamento do quadro de saúde. Os outros seis estão com o quadro de saúde considerado estável. Um paciente de 88 anos deve receber alta ainda hoje. 

A diretora da FVS, Rosemary Pinto, informou que não existe registro de coronavírus em paciente indígena. 

Ainda dos casos, três são do interior dos municípios de: Parintins (1), Santo Antônio do Içá (1) e Boca do Acre (1).

Santo Antônio do Içá

Um médico da saúde indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Rio Solimões testou positivo para o Covid-19. Ele esteve nos estados de Santa Catarina e Paraná, que possui a circulação ativa do novo coronavírus. Segundo a diretora da FVS, na notificação, foi informado que ele teve os sintomas e se isolou. 

"A notificação foi feita em tempo hábil e os profissionais de saúde daquele município foram orientados sobre a coleta", afirmou, acrescentando que uma equipe da vigilância sanitária irá ao município para investigar se há outros casos. 

O médico está com o quadro de saúde estável e em isolamento domiciliar.

Transmissão comunitária

A diretora da FVS destaca que os casos de contaminação do coronavírus estão em evolução e que o Amazonas está caminhando para a transmissão comunitária. "Nós tínhamos 100% dos casos importados, pessoas que vieram de fora contaminadas, trazendo o vírus. Algumas dessas pessoas passaram para familiares ou para contatos próximos, passamos a ter a transmissão local. A partir dos últimos dias, estamos vendo um aumento no número de casos de pessoas que não sabem com quem elas tiveram contato. Estamos caminhando para a transmissão comunitária, onde não conseguimos mais identificar quem pegou o vírus de quem, quem passou para quem. Nossa curva ainda não é uma curva de casos do Amazonas. É previso considerar que estamos no  início da epidemia. Não sabemos como vai se comportar na nossa população. Pode ser que conseguimos com o isolamento interromper a transmissão e nossa curva achatar e evitar a lotação de unidades de saúde". 

Compra de novos testes 

O Amazonas fez a aquisição de 60 mil testes rápidos para Covid-19. Segundo o secretário executivo de Atenção Especializada do Interior, Cássio Roberto, a previsão do fornecedor é que os insumos sejam entregues ao governo na próxima segunda-feira, 30/3.

A diretora-presidente da FVS-AM ressaltou que, como o número de testes ainda será insuficiente para testar toda a população, nesse primeiro momento, eles serão aplicados apenas em pessoas que integram grupos de riscos, como profissionais de saúde, idosos e portadores de doenças crônicas.

“Esses testes são limitados e eles serão destinados a identificar rapidamente o novo coronavírus em profissionais de saúde, por uma questão de garantir a saúde e o isolamento deles, e pessoas com gravidade que precisam ser identificadas rapidamente, ou com potencial de gravidade. No caso, os acima de 60 anos e os que têm alguma comorbidade. Não vai ser destinado para a população em geral e nem para quem tem sintomas brandos”, afirmou Rosemary.