Quarta-feira - Manaus - 23 de outubro de 2019 - 14:42

MANAUS-AM

Acusado de matar dois policiais militares, tenente tem prisão preventiva revogada

O duplo homicídio aconteceu em janeiro deste ano, no bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 9 de julho - 16:43

De acordo com a decisão, Joselito é um "acusado primário e que colaborou com a instrução processual".

Foto: Divulgação

O tenente Joselito Pessoa Anselmo, acusado de matar dois policiais militares e tentar matar outros dois, teve a prisão preventiva revogada pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri, na última segunda-feira, 8/7. As informações foram divulgadas pelos advogados do tenente, Mozart Ribeiro Bessa Neto e Mário Jorge Reis Vítor. 

O duplo homicídio aconteceu em janeiro deste ano, no bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus. Na ocasião, o tenente e as vítimas estavam no mesmo veículo, uma viatura descaracterizada da Polícia Militar, retornando de uma festa. Houve um desentendimento e o tenente efetuou os disparos nas vítimas. Na época, foram encontradas bebidas alcoólicas dentro do veículo.

De acordo com a decisão do juiz, Joselito é um "acusado primário e que colaborou com a instrução processual, não havendo elementos nos autos que indique a intenção do mesmo de furtar-se à aplicação da lei penal ou mesmo de risco à ordem pública".

Ainda de acordo com a decisão, o acusado deve ser afastado de sua função pública de policiamento ostensivo, podendo assumir funções administrativas. 

O juiz determinou que Ministério Público e defesa apresentem no prazo de cinco dias o rol de testemunhas que irão se pronunciar em plenário A medida justifica-se em razão da necessidade de prazo razoável para o atendimento dos requerimentos e a preparação dos autos para julgamento em plenário.